Para citar este artigo

Referência eletrónica

Inês Belo Gomes, « “Deixei o desenho enterrado” ou como ressuscitar o grafismo enquanto metodologia antropológica: um caso prático », Cadernos de Arte e Antropologia [Online], Vol. 5, No 2 | 2016, posto online no dia 01 Outubro 2016, consultado o 24 Março 2017. URL : http://cadernosaa.revues.org/1122  ; DOI : 10.4000/cadernosaa.1122

Referência do documento impresso

Inês Belo Gomes, « “Deixei o desenho enterrado” ou como ressuscitar o grafismo enquanto metodologia antropológica: um caso prático », Cadernos de Arte e Antropologia, Vol. 5, No 2 | -1, 75-90.